BEM VINDO!!!

Olá,

Aqui no Lugar da Fala você encontra dicas, textos e outras informações para se comunicar bem.

Comunique-se e seja bem vindo!!!


Lugar da Pesquisa

Carregando...
Está gostando deste blog?
Deixe seu comentário e vote na classificação dos textos!
É só um clique: contribua, assim, para a escolha dos próximos assuntos a serem publicados.
O Lugar da Fala é feito para compartilhar temas de comunicação.
Obrigada, mais uma vez, por sua visita!

Queridos leitores, logo disponibilizarei alguns e-books aqui. Você gostaria de ler sobre:

sábado, 5 de junho de 2010

Exercícios para falar melhor - 7 mitos


Olá

Fiz este post para listar alguns MITOS que circulam por aí e as pessoas, às vezes acreditam.
Para não acreditar em qualquer conversa, confira aqui a lista com estas 7 falsas ideias:

1) Há uma lista única de exercícios para falar melhor
2) Estes exercícios se aplicam para qualquer pessoa
3) A quantidade de exercícios a fazer é: “quanto mais, melhor”
4) Não há contra-indicações para exercícios de fala e voz
5) "Se meu filho fazia alguns exercícios recomendados pela fonoaudióloga, posso treinar os mesmos com meu outro filho que está apresentando o mesmo problema".
6) Todos os fonoaudiólogos tratam todos os seus clientes com as mesmas técnicas – para o problema "X" = usam o exercício "X".
7) Os materiais utilizados para ajudar nos exercícios independem da idade do paciente.

Viram quantas informações falsas circulam por aí?

Agora, quando ouvir algum comentário que generalize os problemas de fala, vocês já podem pensar melhor antes de acreditar.

Se tiverem dúvidas, podem escrever!

Abraços e até mais

Leia também aqui no Lugar da Fala o post sobre indicação de exercícios fonoaudiológicos .

Imagem: COSMOUOL

68 comentários:

tatavile@hotmail.com disse...

Gostaria de saber mais a respeito de fono, pois preciso muito para minha filha de 7 anos, pois ela faz muita troca entre b/p, v/f, t/d. estou com problemas na escola, ela fez durante um tempo mas não tive condições de pagar mais, vc poderia me indicar alguma associação ou coisa parecida e mais barata!!! Ela fez audiometria e não de nenhum problema de audição.

Fga. Katia Bianchi disse...

Olá
Eu não sei onde vocês moram, mas sugiro que procurem atendimento nos serviços de saúde municipais. Quanto ao atendimento mais em conta, quando há dificuldades para custear o tratamento e não existe o serviço gratuito na cidade, em geral, é possível negociar com o profissional.
Aqui em Curitiba temos o PRAPS Clínica Social que oferece este atendimento.
Seja sempre bem vindo ao blog!

MackDK disse...

Olá, pessoal do "Lugar da Fala"

Como estão?

Considero equivocado apenas listar "7 mitos" sem prestar os devidos esclarecimentos. Falar sobre fonoaudiologia não é a mesma coisa que falar, por exemplo "É mentira que comer manga e tomar leite faz mal", que é uma crendice popular, uma classe na qual estes "mitos" não se enquadram.

Minhas impressões são as seguintes:

a) Imagino que o mito "3) A quantidade de exercícios a fazer é: 'quanto mais, melhor'" tenha a ver com fato de que qualquer tipo de exercício quando feito em excesso pode lesionar o músculo ao invés de desenvolvê-lo. Mas como determinar qual é a quantidade correta para cada paciente?


b) "4) Não há contra-indicações para exercícios de fala e voz". Quais são exatamente as contra-indicações? Além do que comentei sobre o "mito 3", há mais alguma coisa? Acredito que exercícios mal orientados podem resultar em vícios que a pessoa não possuía antes de iniciá-lo.

c) "6) Todos os fonoaudiólogos tratam todos os seus clientes com as mesmas técnicas – para o problema 'X' = usam o exercício 'X'". Creio que o problema aqui seja o termo "todos" e o artigo definido "o" exercício. É incoerente que uma série de conhecimentos e experiências sobre "o" problema X que tenham sido registrados e convertidos em técnicas não possam ser utilizadas de forma específica. Afinal, como seria possível se estudar fonoaudiologia se não fosse assim?

Na minha opinião é importante esclarecer que nunca um "mesmo problema" é realmente um "mesmo problema". O que ocorre são situações semelhantes, mas cada pessoa tem suas particularidades. Algumas quer por questões físicas, quanto psicológicas, irão se adequar melhor a determinada técnica. Cabe ao fonoaudiólogo verificar qual a melhor opção para cada pessoa.

d)"5) 'Se meu filho fazia alguns exercícios recomendados pela fonoaudióloga, posso treinar os mesmos com meu outro filho que está apresentando o mesmo problema'.". Inverti a ordem de propósito. O comentário sobre o mito 6 esclarece um pouco, mas a grande questão é: Não há NADA DE ERRADO EM TENTAR usar o mesmo método. O erro só se estabelecerá se o "filho 2" não reagir bem ao método. Neste caso, sim, deverá ser procurado um método alternativo.


Em tempo: Eu NÃO sou fonoaudiólogo. Apenas tenho alguma noção por trabalhar com atendimento telefônico numa Central de Atendimente. Há aproximadamente dois meses, meu filho, agora com 1 ano e 10 meses, foi operado de um tumor cerebral e por isto está sendo atendido por uma fonoaudióloga que, na minha opinião, não tem desenvolvido um bom trabalho e por isto estou procurando uma "segunda" opinião. Minha impressão é de que esta fono insiste em métodos que se mostram ineficientes por não considerar as particularidades do paciente.

Minha sincera intenção foi tecer uma crítica construtiva a fim de que este site/blog torne-se um ponto de referência no assunto.

Sinceramente,

MackDK

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Bom dia, MackDK
Espero que seu filho esteja bem e que você encontre um bom atendimento fonoaudiológico para ele. E, se me permitem algo pessoal, desejo também que Jesus lhes dê conforto e confiança na recuperação da sua saúde.
Agradeço seu comentário, lembrando que este blog não tem a pretensão de se tornar referência no assunto, pelo contrário, dedico este tempo e espaço a compartilhar o que sei com outras pessoas para (quem sabe?) ajudá-las nas questões de linguagem.
Seja sempre bem vindo aqui!

Lenara disse...

Olá, sou diretora de uma creche e temos aqui um aluno com 3anos e 4meses que não fala quase nada. Ele diz " ia ú " para Tia Sú, com muita dificuldade...Não temos recurssos para encaminhá-lo a um fono, mas acredito ser necessário...Estou equivocada? É normal uma criança desta idade ainda ter tanta dificuldade? Devo pedir a mãe que o leve a um fonodiólogo? Como posso ajudar?

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Boa tarde, Lenara
Sobre a idade esperada para falar corretamente, fiz um artigo que está disponível aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2009/10/qual-e-idade-para-que-crianca-fale.html
Sim, este é um caso para ser encaminhado a uma avaliação. Se a família não tem recursos, deve procurar o atendimento no serviço público ou clínica social. Se for aqui em Curitiba, ver PRAPS aqui no blog. A escola pode ajudar orientando a família da importância do atendimento e proporcionando as brincadeiras que incentivam o uso da fala e do canto, porém evitando deixá-lo em situações constrangedoras diante dos colegas. É bom que ele tente se comunicar na maioria do tempo sem ter alguém como intérprete, pois isso às vezes pode atrapalhar suas tentativas de ser compreendido.
Estou à disposição.
Um abraço

Anônimo disse...

meu filho não consegue falar RA RE RI RO RU, no meio das palavras ele ensurdesse, a fono já tentou varios exercícios tipo DARA, DERE,... sensibilidade na ponta da lingua, mas ele não consegue, ele tem 6 anos e meio, como posso tentar ajudá-lo em cas,OBRIGADA PELA ATENÇÃO E PELA SUA DEDICAÇÃO....

Anônimo disse...

Oi, gostaria muito que vc pudess me ajudar.Tenho 32 anos e não consigo pronuciar:tra,tre,tri.tro,tru o que sai é:tla,tle... Será que com exercicios resolve ou seria caso de irurgia? Meu caso tem solução?

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Caro leitor que pede orientação para a fala de seu filho, veja que alguns casos demoram um pouco mais para apresentar resultados. Contudo, recomendo que sigam a orientação da fonoaudióloga que o acompanha, pois ela conhece a criança e pode determinar a localização da musculatura a ser exercitada ou a área da linguagem a ser trabalhada.
Obrigada pela visita aqui no blog. Volte sempre!

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Prezado(a) leitor(a) que escreveu perguntando sobre a pronúncia do "r" em adultos: cada caso deve ser avaliado pessoalmente por um fonoaudiólogo, para saber como será tratado. Procure um profissional na sua cidade para fazer esta avaliação. Se as estruturas não apresentarem alterações, o tratamento pode ser efetuado pelo mesmo. Se estiverem alteradas, ele encaminhará ao médico para que este avalie a necessidade ou não de cirurgia e posterior fonoterapia.
Em ambos os casos você verá resultados pós tratamento. Não deixe de buscar ajuda.
Agradeço seu contato

Anônimo disse...

ola...MUITO LEGAL ESSE BLOG , SOU CANTORA E TENHO TIRADO MUITAS DUVIDAS COM O QUE LEIO AQUI...E SEMPRE BOM TER ESSE ACESSO E TER PESSOAS QUE AJUDEM AS OUTRAS SIMPLESMETE PORQUE GOSTA DE SER SOLIDARIO...NOTA DEZ...JU

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Oi Ju
Obrigada pelo carinho!
Volte sempre aqui no Lugar da Fala.
um beijo

Anônimo disse...

olá,foi muito bom encontrar este site.Preciso de ajuda. minha filha tem 7 anos,e não consegue falar corretamente ,palavras com silabas dobradas, em lugar de braço ela fala baço e outras palavras.Ela se envergonha quando outras crianças riem dela.porfavor me ajude ,fico triste por vê-la triste.
agradeço sua ajuda.
moro em manaus.
raquel_love32@hotmail.com
meu nome é raquel.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Oi Raquel
A forma como posso ajudá-la é recomendando que continuem falando corretamente com sua filha, nunca achem graça nem fiquem comentando sobre sua dificuldade de fala e, o mais breve que puder, procure um fonoaudiólogo aí em Manaus. Cada caso deve ser 'avaliado pessoalmente' para poder ser tratado (mais explicações aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2010/10/indicacao-de-exercicios.html)
Abraço

Anônimo disse...

Oi, as pessoas dizem que falo muito baixo, então gostaria de saber se existem métodos para poder falar mais alto e ser ouvido. Grato.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Sim, existem várias técnicas que buscam dar mais clareza e volume à voz. Dependendo do motivo que dificulta a projeção de sua voz, há funções específicas a serem trabalhadas. Busque o acompanhamento de um fonoaudiólogo e melhore sua comunicação.
Obrigada pela visita e pelo comentário!

Emy disse...

esses tratamentos é só para as crianças ou sevem para adultos tambem.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá Emy
Para tirar suas dúvidas sobre dificuldades de fala em adultos você pode ler http://lugardafala.blogspot.com/2010/08/dificuldades-de-fala-em-adultos.html e http://lugardafala.blogspot.com/2010/09/ja-sou-adulto-e-nao-falo-bem.html
Agradeço a visita

Anônimo disse...

olá!
sou academica do curso de fonoaudiologia da ufsm e gostaria de alguns materias, legais que falasse mais sobre as brincadeiras e rotinas p terapia de aquisição da lgg, pois n se acha muitas coisas sobre isso!!
fico agradecida se puder me ajudar!!

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Como vai, cara acadêmica do curso de fonoaudiologia?
Há diversos livros que falam sobre materiais e estratégias terapêuticas. Dê uma espiadinha no site da Book Toy para consultar livros, mas verifique sempre seu objetivo. Cada uso de atividade ou estratégia depende do caso clínico. Para a aplicação das mesmas, consulte sua supervisora acadêmica.
Um abraço

Bárbara disse...

Olá!!!
Meu filho tem 8 anos e na hora de escrever troca o d/t, c/g, v/f. Estou muito preoculpada, pois acho que pela idade ele não deveria ter essas dúvidas na hora de escrever.
A professora me indicou um acompanhamento com fono, mas não tenho como pagar as consultas e as seções.
Existe alguma atividade ou mesmo exercícios que eu possa fazer com ele em casa?
Desde já agradeço
Bárbara

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Oi Bárbara
Obrigada pelo contato. O trabalho com dificuldades na linguagem escrita (aqui você está relatando questões de ortografia) leva em conta vários fatores, entre eles: qual o tipo de troca, freqüência das trocas, outras manifestações na linguagem escrita, reconhecimento da criança, ocorrência em escrita espontânea ou dirigida, possibilidade de auto-correção, percepção da sonorização dos sons, tipo de acompanhamento em casa e na escola.
Então, o trabalho para cada caso é montado em cima desta análise. Eu não costumo usar "exercícios", e sim os recursos próprios dos textos, de acordo com a necessidade de cada caso.
Então, o mais indicado é o acompanhamento fonoaudiológico mesmo. Até que possam procurá-lo, recomendo que leiam bastante com ele de forma prazerosa (livros interessantes para ele) e busquem um exame para avaliar se ele está ouvindo bem.
Um abraço

Felipe(soldado de cristo) disse...

tenho um problema: não consigo falar o som da letra r(em casos que letra fica no meio do palavra e sozinha, exemplo: ora.palavras como carro, ou rua eu consigo...) mais minha língua não é presa, como isso acontece?


outro problema que eu tenho(mais esse é novo) é que de vez em quando eu tou falando e de repente não consigo mais falar, eu paro! ai fico meio que gaguejando...

o que posso fazer para melhorar? desde já agradeço...

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá Felipe
O som do "r" nesta posição, entre vogais, exige vibração da ponta da língua, mesmo quando não há um alteração física (o que você chama de "língua presa"), a musculatura deve ser fortalecida e os movimentos treinados para conseguir pronunciar este som. Isto é possível com tratamento fonoaudiológico.
Quanto à questão de quebras na fluência (ou gagueira)já é outro nível de dificuldade,ou seja, na linguagem. Não depende de exercícios, mas de perceber a fala desde a sua organização até a emissão dos sons. O fonoaudiólogo que o atender já pode ver e conduzir as duas queixas.
Desejo graça e paz na sua vida!
Seja sempre bem vindo aqui no Lugar da Fala!

Soraia disse...

Boa Tarde,

Meu filho tem 03 anos e 10 meses, passou por uma consulta com fonoaudiologo e ela disse que ela não faz a "troca de turno".Gostaria de receber mais informaçãoes sobre a questão, que tipo de tratamento é necessário e saber de que forma posso ajudá-lo em casa.

Obrigada,

Soraia

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Como vai, Soraia?
"Troca de turnos" na linguagem refere-se a alternância oral, isto é, é quando o falante e o interlocutor alternam turnos no diálogo. Esta dificuldade pode ser pelo fato da criança falar pouco, de não interagir com o interlocutor, de não respeitar tempo de fala do outro ou outras possibilidades (até mais de uma das opções). Penso que o profissional que o avaliou poderia responder melhor, pois eu não vi os resultados da avaliação. O tratamento fonoaudiológico da linguagem tem o foco na interação dialógica.
Para ajudá-lo em casa, leia neste blog os textos que trazem recomendações aos pais como aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2009/03/dicas-aos-pais-para-melhorar-fala-de.html
Um abraço

Anônimo disse...

Parabéns! Adorei a artigo.
Não sou cantora nem locutora ou palestrante.
Quero aprender a falar melhor no meu dia-dia
Onde encontro exercícios para tornar minha voz mais grave e macia?
Atenciosamente: Scarlet
scarlett.scarlettohara.ohara@gmail.com

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Obrigada, Scarlet
Aqui no blog você encontra algumas dicas para melhorar mais ainda sua comunicação. Busque outras ideias em www.blogpalavra-chave.blogspot.com.
Um abraço

Anônimo disse...

Porque algumas pessoas tem língua presa?

E porque fica entre os dentes um som de panela de pressão?

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá
Sobre este assunto, leia: http://lugardafala.blogspot.com/2011/04/o-que-e-lingua-presa.html
Os sons da fala ficam distorcidos, porque há dificuldade no posicionamento da língua no momento da articulação das palavras.
Agradeço a visita ao blog!

Anônimo disse...

Boa noite,

Meu filho tem 2 anos e 8 meses, ele é bem esperto e já observei que escuta bem,mas fala bem pouco(Só mama,papa,vovó,aba para água e outras pouco palavras),vejo meninos da idade dele falando muito(Tem um vocabulário bem mais extenso).Fico preocupada. Acho que ele já deveria está falando bem mais!!Isso é normal??

Obrigada,
Marina

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Oi Marina
Obrigada por dividir sua preocupação aqui.
E a minha recomendação é que marque uma avaliação fonoaudiológica. Embora o desenvolvimento da linguagem seja variável para cada criança. Você, como mãe, parece estar identificando que ele poderia estar usando mais a expressão oral do que gestual (geralmente eles fazem gestos para pedir e expressar o que necessitam). Parabéns pela iniciativa de resolver logo e ajudar seu filho a se desenvolver saudável.
Tenham uma ótima consulta!
Um abraço

Anônimo disse...

Olá!

Muito obrigada pelo exclarecimento e atenção,fico mais tranquila agora(Pois tive uma direção! E isso já me ajudou bastante!). Vou marcar uma fonoaudióloga logo para meu filho.
Seu Blog é muito bom!Parabéns!

Abraços
Marina

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Obrigada a você, Marina, pelo carinho.
Seja sempre bem vinda aqui no Lugar da Fala.
abraço

Anônimo disse...

olá minha filha é muito esperta, até demais, mais a vezes ela demora se interpretar as palavras e caqueja um pouco e normal caqueja eu fico precupada, ela tem 2 ano e 8 meses, aguardo noticias.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá
Recomendo que você leia os folders que foram publicados aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2010/10/meu-filho-comecou-gaguejar.html (é só clicar na imagem para ampliar).
Agradeço a visita! Volte sempre!

Anônimo disse...

Olá, meu filho não consegue falar a letra S. ele sempre troca pelo X. por exemplo: você, ele fala voxê. gostaria de saber o que pode ser.
vou deixar meu email para que a Doutora entre em contato comigo. desde já, agradeço.
d.budia@uol.com.br

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Bom dia
Estas trocas na fala que você relatou aqui podem sinalizar dificuldades musculares, linguísticas e até mesmo interferência de fatores emocionais na fala. Só mesmo uma avaliação fonoaudiológica poderá identificar estas questões e direcionar a orientação e o tratamento, inclusive considerando a idade da criança.
Marque uma avaliação com um fonoaudiólogo e boa consulta!
Obrigada pelo contato e pela visita ao blog!

Anônimo disse...

Ola boa noite, não consigo pronunciar a letra "R" claramente, gostaria de saber se existe algum tipo de exercício para aprimorar na comunicação, pois às vezes sou motivo de chacota por este problema,pois pronuncio como se colocasse sempre um acento agudo;exemplo falo mais ou menos assim:cárrne,pérrna...
esse problema obstrui meu crescimento profissional, desde já agradeço aguardo resposta até mais.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá
Desculpe a demora na resposta. Estive ausente na semana que passou.
Existe tratamento, sim. Procure a avaliação de um fonoaudiólogo para saber quais as ações recomendadas para o seu caso.
Obrigada pela visita ao blog.

Anônimo disse...

gostaria de saber ate que idade e normal uma crianca falar

eliane disse...

desculpa nao mim expressei bem com quantos anos e normal uma crianca comecar a falar
eliane carmopoli-se

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Oi Eliane
Escrevi sobre sua pergunta aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2009/10/qual-e-idade-para-que-crianca-fale.html .
Espero ter ajudado.
abraço

blogamizade disse...

Olá gostei muito do seiu blog .
Só que eu tenho 12 anos eu tenho dificuldade de falar algumas palavras exemplo Arara , Moro , Era , Para eu falo Alala , Molo , Era (meio enrolado) Para eu falo pala .
Me ajuda , escreva alguns exercicios alguma coisa desse jeito .
Obrigada pela atenção .

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Querida,
Minha recomendação é que você avalie sua fala em uma consulta fonoaudiológica. Não existem exercícios gerais para todos os casos. O fonoaudiólogo que lhe atender vai verificar o que está alterado para recomendar o que fazer.
Agradeço sua visita.
Um abraço e boa consulta

Anônimo disse...

ola boa tarde. tenho 37 anos e tenho um problema em minha fala .não consigo pronunciar a palavra R corretamente .exemplo como hora eu falo hoga. ceara ceaga. morena moguena.puro pugo.sera que tenha algum tipo de exercios que possa melhorar estas pronuncias.pois não tenho como pagar uma fono. desde ja agradeço aguardo resposta.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá
Como você leu acima, não há uma lista de exercícios para cada problema e sim estratégias fonoaudiológicas utilizadas para "cada pessoa atendida", por isso a necessidade da avaliação fonoaudiológica. Sugiro que leia neste blog o texto: "Indicação de exercícios fonoaudiológicos".
Grata pelo comentário e pela visita ao Lugar da Fala

Anônimo disse...

oii eu tenho 14 anos e eu e minha família não temos como pagar uma fono por isso procurei a internet eu tenho problemas em pronunciar as silabas qre tenham uma consoante+o "r"+ uma vogal ex: tra fica tga -- tru faca tgu -- trão fica tgão por favor me ajude poque eun nao tenho como ir numa fono meu msn é esse :

gus_sartory@hotmail.com

Anônimo disse...

e eu estava esquecendo meu nome é Gustavo

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá Gustavo
Procure pelo serviço fonoaudiológico na rede de saúde da sua cidade. Sobre indicação de exercícios, leia aqui: http://lugardafala.blogspot.com/2010/10/indicacao-de-exercicios.html.
Até mais!

Anônimo disse...

Boa tarde,
Meu filho tem quatro anos e não consegue pronunciar o som do S no meio das palavras ex.: ecola - escola, ele faz fono mais não vem melhorando nesse aspecto.Obrigada!

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá, boa tarde
Qual é a sua dúvida?
Vejo que você ainda não observa resultados, mas os mesmos aparecerão de acordo com a origem da dificuldade da criança e também com o tempo de tratamento (número de sessões). O que mais você gostaria de saber?

Anônimo disse...

Olá ,Me chamo Sheila tenho 35 anos e as vezes troco muitas as letras mas não percebo,me esforço bastante pra não troca-las estou fazendo pedagogia, e sei que isso ira me prejudicar bastante.
Fui a uma fono mas ele disse que troco muito pouco não deveria me preocupar, mas as pessoas precebem e por causa do me sotaque Paulista e moro em MG,fica desagradavel.
Por Favor me ajudem ,tem exercicios ou alguma coisa que posso fazer pra melhorar.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá Sheila
Se você tem uma queixa de fala, o fonoaudiólogo deve trabalhar a sua queixa. Veja uma outra opinião. Sobre exercícios, leia o artigo: Indicações de exercícios fonoaudiológicos aqui no blog, que esclarecerá sobre este assunto.
Obrigada pela visita ao Lugar da Fala!

pcsilva05 disse...

Muito bom, adorei os comentários. Tenho uma neta de 4 anos que nasceu com problemas respiratórios, usou traqueo por algum tempo e hoje faz fono para melhorar a fala de algumas letras. Como outros estou a procura de alguns exercícios para "brincando" ajudar um pouco. Parabéns pelo site e pelas informações.

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá
Obrigada pelo comentário!
A fonoaudióloga que atende sua neta pode recomendar formas de ajudá-la, uma vez que acompanha o caso e, provavelmente, dedica-se à especialidade de motricidade orofacial.
Veja algumas maneiras de incentivar o uso da fala em outros artigos aqui no blog.
Agradeço a visita!

Anônimo disse...

Olá, tenho um filho de 4 anos e el troca muito as letras S/T, R/L, CH/T, V/T, levei ele na FONOAUDIóloga mas é muito caro as seções, ela me disse que poderia dar algum resultado na fala dele só com umas 6 seções de consultas, entao gostaria de saber algum tipo de exercicio para eu poder fazer com ele em casa? vc pode me ajudar?
Adorei esse blog, Parabéns!

Fonoaudióloga Kátia Bianchi disse...

Olá, obrigada pelo comentário.
Sobre sua dúvida, o esclarecimento da fonoaudióloga faz sentido, são necessárias algumas sessões para que a criança mostre algum resultado na sua linguagem, uma vez que são utilizadas estratégias lúdicas para que a criança desenvolva aspectos específicos da linguagem. Para sua outra solicitação, leia aqui no blog o artigo: Indicações de exercícios fonoaudiológicos.
Agradeço a visita ao Lugar da Fala!

Anônimo disse...

Obrigada pela atenção,
Meu filho faz sessões de fono a 1 ano e 4 meses, uma vez por semana, sendo que ele evoluiu bastante pois até os 3 anos falava muito pouco, quase nada. Hoje ele fala tudo com algumas trocas, mas a principal é que ele tem o som do "S", mas no meio das palavras não sai.Ex. Goto - Gosto; Ecola - Escola; Pita - Pista. Obrigada!!!

ALESSANDRA CRUZ disse...

Olá, Boa Tarde!

Meu filho tem 2 anos e 8 meses e ainda não fala, é muito agressivo, penso que seja pela dificuldade em se expressar; levo na Psicóloga e agora levarei no neuropediatra, muitos me falam que é normal que ele não fala porque ainda não viu necessidade disso, agora pergunto eu; é normal?

Lugar da Fala - Fga Kátia disse...

Oi Alessandra
Você pode tirar suas dúvidas lendo aqui no blog os artigos sobre a idade esperada para que a criança fale. Veja as formas de ajudá-lo em "Como os pais podem ajudar".
Se ainda assim não perceber diferença, marque uma avaliação fonoaudiológica, ok?
Obrigada pela visita ao Lugar da Fala!

Franceli Tavares disse...

Ola,meu filho tem 5 anos e 4 meses e so pronuncia o r se tiver o som de 2 r´s,como por exemplo carro ou romã,qdo a letra vem depois de uma consoante ele nao pronuncia como por exemplo o nome do irmao dele que e pedro ele diz pedo,e as vezes ele coloca o l no lugar como por exemplo lalanja,sera que devo procurar um fono?desde ja agradeço.

Lugar da Fala - Fga Kátia disse...

Olá Francieli
Leia este texto que pode esclarecer sua pergunta sobre "normalidade da fala": http://lugardafala.blogspot.com/2009/10/qual-e-idade-para-que-crianca-fale.html
Obrigada pela visita ao blog!

Anônimo disse...

Olá,

tenho 25 anos e acredito ter o distúrbio da Lingua Presa. Na verdade não sei se é este o nome, mas tenho dificuldade em pronunciar o "R".
Já fiz sessões em uma fonoaudióloga quando eu tinha aproximadamente 10 anos. Melhorou bastante, mas ainda é bem perceptivel a dificuldade de pronunciar o "R". Na época ela me dispensou falando que eu já estava bem.
Será que ainda posso melhorar?

Obrigada

Lugar da Fala - Fga Kátia disse...

Sim, o tratamento poderá ajudá-la ainda mais.
Boa consulta e obrigada pela visita ao Lugar da Fala!

Anônimo disse...

Very nice post. I just stumbled uρon your weblog and wished to say that I've really enjoyed browsing your blog posts. In any case I'll bе subscгibing to your rss feed and I
hope yοu wгite аgain sοоn!


My blog - payday loans

Miguel Zika disse...

Como faço pra fala keble certo ou algumas palabras que tem l no meio tipo eu nao consigo fala keble ivez disso ffalo kebre eu coloco o r como faço pra fala certo ?

Lugar da Fala - Fga Kátia disse...

Olá Miguel
Se você já tentou de todas as formas e não consegue, procure um fonoaudiólogo para avaliar e ajudá-lo a conseguir no que você apresenta dificuldade. Leia também: http://lugardafala.blogspot.com.br/2010/10/indicacao-de-exercicios.html#uds-search-results
Agradeço a visita ao blog!

Read in your language

Quem esteve aqui este mês